Curso de Design de Interiores


curso design de interioresAprenda mais sobre o curso de design de interiores

Ao falar sobre design de interiores parece que estamos falando sobre um assunto da moda, uma questão presente na atualidade. Mas na verdade não é bem assim. Desde a época das cavernas pode-se observar como as moradias proporcionam, além do conforto a seus moradores, os ideais sociais de cada época, já que o interior de um estabelecimento ou residência deve refletir as características de seus proprietários, ou de seu público, e não somente a parte estética. Provavelmente, é devido a este tipo de desafio que tem crescido a procura por cursos de design de interiores.

Um profissional da área de design de interiores deve possuir criatividade, mas engana-se quem pensa que este é o único pré-requisito, e que é suficiente. Também é preciso que sejam pessoas que consigam enxergar além e considerar a importância da identidade cultural de uma sociedade dentro de um projeto de construção de interiores. Um projeto que também necessita de cuidados com a estética, funcionalidade, custo, luminosidade, decoração, tendências e muitos outros aspectos que devem ser considerados.

O curso de design de interiores é um curso que envolve criatividade artística e conceitos de arquitetura, e é ideal para pessoas criativas e com facilidade em solucionar problemas lógicos, que gostam de decoração, casas e estilo de vida, e de encontrar soluções práticas para ambientes interiores.

O interesse por história e cultura de uma sociedade também é importante, porque o curso de design de interiores agrega disciplinas que estudam o histórico do design e a influência dos aspectos sociais e econômicos nas tendências de mercado.

O mercado de trabalho de um profissional de design de interiores pode ser um pouco difícil, então é preciso que se tenha muita determinação para seguir nesta área. O interessante é que o profissional pode trabalhar em outras áreas relacionadas a esta também, como por exemplo, trabalhar em revistas especializadas em projetos e decoração de interiores.

Mas o campo de trabalho não para por aí. Empresas de relações públicas freqüentemente buscam por especialistas em design para trabalhar em conjunto com clientes desta área de interiores, e ainda há as empresas que preferem possuir em seu departamento de marketing profissionais capacitados em interiores, para que sejam capazes de compreender de uma melhor maneira os produtos comercializados por eles e sua relação com o mercado.

Outra vantagem é a flexibilidade de poder atuar em projetos de freelancer de design de interiores. Como esta é uma modalidade de trabalho que tem crescido muito no Brasil nos últimos anos, muitos profissionais optam por estes trabalhos para montar seu portfólio e iniciar a carreira na área.

Como vimos, existem muitas possibilidades de trabalho para um profissional que deseja se formar em um curso de design de interiores. Como qualquer outra área, é preciso ter determinação, principalmente no início da carreira de um recém formado, para que seu nome seja reconhecido e para que outros trabalhos possam surgir com o passar do tempo. No próximo artigo, iremos falar mais um pouco sobre os cursos e as instituições que o oferecem.

curso de design de interioresO curso de design de interiores pode ser encontrado em várias universidades, e até mesmo em várias instituições que oferecem a opção de cursos à distância. No entanto, o recomendável é que se procure por locais especializados em arte e design (como escolas de design, por exemplo). Este recomendação se deve pelo fato de que estas instituições geralmente são conceituadas por conselhos e órgãos da área. Isso pode contar como um grande ponto positivo no início de sua carreira.

Algumas destas escolas especializadas têm como pré-requisito conhecer o portfólio de seus potenciais candidatos a estudantes, então talvez seja preciso conquistar certa experiência antes de começar a estudar. A determinação do profissional de design já começa por aqui. Felizmente este não é um critério exigido por todas as instituições.

Os cursos duram em geral de 3 a 4 anos e a maioria das instituições estende o aprendizado de seus alunos para fora das salas de aula, proporcionando experiências práticas, palestras e conhecimento técnico, social e cultural sobre o design.

Também existe a opção de cursar design de interiores no exterior. Esta experiência pode agregar muito valor ao currículo do profissional, então é importante pesquisar e analisar qual instituição poderá proporcionar a melhor vantagem ao estudante.

O estágio durante o curso é obrigatório na maioria das faculdades, então a escolha da instituição deve considerar sua localização, e a proximidade de centros artísticos e empresas do ramo de interiores. Também é válido procurar locais que possam encaminhar seus alunos para estágios e vagas de empregos em empresas conveniadas.

Analisar o próprio curso de design de interiores também é importante. Verifique quais são as matérias constantes na grade do curso, quais os professores que ministram as aulas e os currículos dos mesmos, se existem disciplinas opcionais, se todas são obrigatórias, se o estágio é alternativo, etc. Se você planeja abrir sua própria empresa ao término do curso, também é fundamental verificar se existem matérias relacionadas á gestão de negócios e liderança.

Há ainda, como citamos anteriormente, os cursos à distância. E engana-se quem pensa que um curso à distância não tem o mesmo reconhecimento de um curso presencial. Como em qualquer outra instituição deve-se avaliar o programa do curso, a instituição que o oferece, e analisar se o seu perfil se adapta a de um aluno que irá estudar em casa. Se este for o caso, esta geralmente é uma opção mais acessível financeiramente. Também é uma ótima opção para quem dificuldades de deslocamento, ou problemas com os horários tradicionais das entidades.

Existem cursos para todos os bolsos, e para todo o tipo de profissional, mesmo para aqueles que desejam ingressar na área de design de interiores pela primeira vez. O importante é encontrar um que se adapte melhor ás suas necessidades como aluno.

Após todos estes passos serem analisados e decididos, resta apenas se dedicar e dar o máximo de si para concluir o curso de design de interiores com grande êxito e atuar na área escolhida por você, como profissionalismo e eficácia.

Veja esse vídeo sobre o curso do senac sobre design de interiores.

Curso de design de interiores a distância vale a pena?

A educação a distância tem conquistado muitos adeptos, devido á facilidade que a modalidade traz como horários flexíveis de estudo e preços normalmente mais baixos. Mas como funciona este método, e será que ele é bom para todos os tipos de cursos? O curso de design de interiores a distância, por exemplo, vale a pena também?

A princípio, no início do século XX, o ensino a distância passou a funcionar no Brasil através de carta, rádio, TV e só mais tarde com o advento da banda larga, pela internet.  O ensino a distância (EAD) surgiu como uma alternativa para suprir a demanda por cursos superiores no país.

Mesmo com o aumento de egressos nestes cursos, a desconfiança do mercado de trabalho em profissionais com esta formação ainda é grande. Isso acontece porque o número em relação aos formados pelo método presencial ainda é muito menor, o que dificulta a análise de capacidade destes profissionais.

Não são todos os cursos superiores que tem como opção este ensino, mas felizmente, o curso de design de interiores à distância pode ser encontrado em diversas instituições de ensino e escolas especializadas em design.

Antigamente, o design de interiores se resumia a apenas uma disciplina do curso de arquitetura, mas devido a alta demanda por estes profissionais, foi criado um curso independente e reconhecido pelo sistema de educação superior no Brasil, para aprofundar os conhecimentos necessários e formar designer qualificados.

Antes de escolher pelo EAD, é importante avaliar se você tem mesmo o perfil para fazer um curso a distância. Apesar das vantagens que oferece em relação à mobilidade e a flexibilidade de horário, estudar em casa exige muita disciplina e é preciso um ambiente tranqüilo que permita a leitura e acompanhamento do conteúdo, e a realização de exercícios.

Depois disso, é preciso pesquisar e analisar as instituições que oferecem o curso e se possuem reconhecimento no mercado de trabalho, se são certificadas pelo MEC e se são idôneas, para que não se corra o risco de desperdiçar tempo e dinheiro em algo que não irá te trazer nenhum benefício futuro.

Mesmo estudando em casa, avalie se o curso pede estágio obrigatório, porque neste caso será necessário dedicar tempo também para isso. Pesquise também se a instituição encaminha os alunos para estagiar, ou mesmo se os recomenda após a formação.

O mercado de trabalho para profissionais de design de interiores é bem amplo, e existem várias áreas em que o mesmo pode atuar. Revistas especializadas no tema, consultorias a empresas que lidem com o assunto, atuar como profissional autônomo ou até mesmo abrir empresas que ofereçam estes serviços são apenas algumas das oportunidades que podem ser aproveitadas.

A qualidade de um profissional está mais em sua capacidade e dedicação, e no que o mesmo pode oferecer, do que simplesmente em uma instituição de ensino. Por isso, a escolha entre fazer um curso de design de interiores a distância ou um presencial não fará diferença se houver a vontade real de conquistar seus objetivos e fazer acontecer.

 

Curso de design de interiores no exterior

A procura por cursos profissionalizantes e de extensão acadêmica no exterior tem crescido muito nos últimos anos, e esta procura está diretamente relacionada à alta demanda do mercado por profissionais globalizados, que falem vários idiomas e que possuam alguma experiência internacional. Já não basta apenas falar o idioma, é preciso que se possua vivência em outro país. E um dos cursos mais procurados por quem deseja fazer uma especialização no exterior, é o curso de design de interiores.

Mas o que seria um designer de interiores? O designer de interiores é um profissional que tem como missão unir estética, funcionalidade, identidade visual e praticidade no processo de criação de ambientes públicos ou privados, atendendo aos objetivos de seus clientes.

Um designer de interiores não é a mesma coisa que um arquiteto, embora algumas de suas atividades sejam muito semelhantes. Um arquiteto tem conhecimentos mais avançados de projetos e estruturas, e geralmente é um curso maior e mais caro. Já o curso de design de interiores costuma ser mais acessível e é mais focado em transformar um ambiente comum em um lugar seguro, funcional e agradável de ver e estar. E o mercado brasileiro está atualmente em alta para estes profissionais, que sentem a carência de cursos de especialização direcionados aqui no Brasil. Então, se você deseja de profissionalizar nesta área, o investimento em estudos fora do país pode ser excelente para alavancar sua carreira profissional e acadêmica.

Os cursos de design de interiores oferecidos no exterior irão focar em atividades práticas, como a produção de desenhos, desenvolvimento e gerenciamento de projetos, e utilização de softwares específicos e etc, utilizando conceitos artísticos e arquitetônicos. A grade de estudos tem como intuito desafiar os estudantes, estimulando seu raciocínio na solução de problemas ao avaliar ambientes, e visando atender as condições solicitadas por seus clientes da melhor maneira possível. Todos estes desafios farão parte da vida profissional do estudante, e serão fundamentais para que o tornem apto a executar as atividades que lhe serão cabíveis.

Um dos países mais procurados pelos estudantes de design de interiores é a Itália. Em Milão, o conceituado Istituto Marangoni recebe todos os anos egressos do mundo todo, que durante o período de 1 ano irão se especializar no desenvolvimento de projetos comerciais e residenciais.

Para ingressar em instituições de ensino como estas, é preciso atender aos requisitos específicos de cada instituição. O Marangoni, por exemplo, exige apresentação de portfólio e inglês ou italiano avançado. Na verdade, o inglês é a exigência mínima de todas as universidades, e muitas vezes a realização de um teste de proficiência é requerida.

Existem muitas opções de cursos de design de interiores no exterior, e uma grande variedade de preços também. Além dos gastos com os estudos, é preciso considerar as despesas com moradia, alimentação, saúde e lazer que você provavelmente terá durante o período em que irá morar fora. Então, uma solução é pesquisar e analisar cada instituição individualmente e verificar o custo benefício que cada uma delas pode oferecer a você. Pode ser que ao fim, você acabe por decidir que vale a pena estudar no Brasil mesmo.